19 de junho de 2009

O Profissional Camaleão

por Bruno Villas-Bôas, planner

Ao contrário do que o título desse post sugere, não fizemos qualquer tipo de experiência genética nos Atendimentos para que, mais fortes e ameaçadores, aprovem todos os jobs junto aos Clientes(até que não seria uma má ideia, heim ?!). O nome “Profissional Camaleão” veio de uma situação que vivi jogando futebol com amigos certa vez. Explico...

Antes que a internet, o I-telefone (nesse blog não fazemos merchand) e as cervejas redondas tomassem conta da minha pessoa, eu era um jovem publicitário adepto de certas práticas esportivas. Como já devem ter deduzido, o futebol era uma delas. Contudo, ao contrário do que imaginam, me considerava um jogador ruim, sem intimidade com aquele objeto circular chamado bola. As noites rezumiam-se ao banco de reservas, quietinho, quase um “camaleão”, permanecia camuflado num canto rezando para que não fosse escolhido e os outros julgassem minhas habilidades futebolísticas.

Contei essa história para ilustrar o tipo de profissional que dá título ao post. Preocupados com o que os outros irão pensar, nos transformamos em meros camaleões no dia-a-dia. O medo da exposição, das opiniões alheias, faz com que fiquemos invisíveis, paralisados. Quem aqui já não viveu algo semelhante no escritório, em uma reunião ou falando com o chefe?

Toda postura, na vida ou no futebol, resulta em “custos operacionais” que precisamos gerir. Bom, ruim, não importa, a grande questão está em percebermos que só uma ação será companheira da nossa criatividade: a Tentativa.
-------------
P.S. Dá uma olhada só nesse vídeo.


Bruno Villas-Bôas é Planejador, mas começou a careira como Atendimento. Por aí já dá pra perceber que o cara tem experiência em fazer perguntas e se tornou especialista em observar pessoas e situações. Poderia ser apenas um psicólogo de plantão, mas resolveu ser publicitário. Além dos inúmeros planejamentos e insights, ele ainda arruma tempo para trabalhar pesado junto ao Grupo de Atendimento e de Planejamento do Rio de Janeiro (GAP), ficar postando em blogs e tweetando por aí.

3 comentários:

Tiago Pinto disse...

"(...)percebermos que só uma ação será companheira da nossa criatividade: a Tentativa."

Sem sombra de dúvidas.
Muito bom.

Thay disse...

Ólá!!!
Sou publicitária e estou iniciando meus trabalhos em atendimento. Ainda não tenho muita experiência nesta área e gostaria de receber dicas de leituras que possam melhorar meu desempenho como atendimento.
Grata.
Thay Ferreira.

Kátia Viola disse...

Thay,
No blog tem uma seção chamada Bibliografia sobre Atendimento e outra chamada Compartilho a Leitura. É só ir por aí e vc terá as dicas que precisa.