6 de junho de 2010

O Cliente é o Cliente é o Cliente

Todas as nossas energias seguem na direção de um objetivo: a geração de resultados positivos para os clientes para os quais trabalhamos. Parece simples, não fosse por uma coisa: a palavra cliente e seus significados. A saber:

1) Cliente é a empresa anunciante cuja conta a agência conquistou.
2) Cliente é também aquela pessoa com a qual você lida no dia-a-dia, ou seja, o funcionário da empresa anunciante com quem você interage.

Pois aqui vai uma pequena provocação: quando você pensa em “satisfazer o cliente”, pensa em gerar resultados para a empresa-cliente ou em fazer seu cliente-pessoa feliz?

Não responda rápido, pois você pode cair na reposta fácil e superclichê de dizer que é tudo a mesma coisa. Antes fosse. Acontece que não é assim que a banda toca. A sua recomendação para que a empresa anunciante atinja seus resultados nem sempre fará seu cliente-pessoa feliz. Sabe por quê? Porque nem sempre o que o seu cliente precisa é o que ele quer que você apresente.

Esse é um dos maiores desafios do gestor de contas: equilibrar desejo e necessidade. Saber alinhavar a coisa de forma a sanar (ou ao menos minimizar) esse sutil desequilíbrio. Perceber que um bom trabalho é a combinação de relação e entrega.

Pensou que era moleza?

Um comentário:

jbineli disse...

Desafio basico do "dia-dia"... O problema é quando o cliente-pessoa quer algo para o "cliente-marca" que não deveria ser realizado.
Aí sim este conflito chega ao extremo paroxismo!
É viável a decisão do "isto eu não vou te vender"?
:/