24 de outubro de 2016

Aula: Planejamento Digital, a busca pela relevância digital

Acontece dia 31 de outubro, às 20h, essa aula superlegal com o planner Felipe Morais. E o melhor de tudo: você pode optar pela aula presencial (em SP) ou pela aula online, em tempo real.
Conversei com o Felipe para saber mais detalhes sobre o que será abordado no evento. Está aqui o que ele me disse:
Felipe Morais
“O consumidor está na Internet e as marcas, com medo, não. Ou, quando estão, é de forma tímida e apenas como um complemento da estratégia geral. Sites desatualizados, Facebook onde só falam delas mesmas, SAC 2.0 que é discurso (mas não é efetivo), emails sem segmentação. Tudo dentro de uma estratégia onde se acha que marketing digital é mídia online, mas não é. Mídia é importante, mas não é a única forma de trabalhar com marketing. Planejamento é, acima de tudo, entender o comportamento do consumidor antes de pensar em qualquer ação, do site ao post no Facebook. O processo de planejamento muda os rumos da marca, isso já é sabido, mas como fazer essa mudança? Vamos mostrar como pensar o planejamento, como analisar, como entender o que está acontecendo, e traçar estratégias de negócios.”

E aí, se interessou? Dá uma olhada aqui para ler todos os detalhes e se inscrever.

2 comentários:

Thiago Cal disse...

Kátia,

Concordo plenamente sobre a questão e acho necessário, como foi dito, um olhar profundo para o comportamento do consumidor, pois, como sabemos, o mundo passa e continuará passando por transformações cada vez mais aceleradas.
Diante disto, será que o entendimento e aplicação, por parte das agências, veículos e anunciantes, da prática do Design Thinking, que é um modelo mental e uma metodologia de trabalho centrado nas pessoas (principalmente a do consumidor) utilizado pelos designers e que atualmente está sendo mais aplicado pelas companhias para resolver problemas e gerar inovação, não poderia ser benéfico para termos ações de comunicação mais assertivas?
Um abraço!

Kátia Viola disse...

Thiago Cal, é verdade. Muitas agências utilizam o design thinking. Até escolas de comunicação estão usando essa metodologia.