25 de junho de 2017

Cannes, Burger King e Dica de Livro


Hoje estava dando uma revisada no que se passou no Cannes Lions desse ano. Dentre as palestras, destaco a apresentação dos executivos do Burger King “How to suck less as a client” (como encher menos o saco como cliente, em português). A ideia foi explicar à plateia que vale mais a pena colocar-se como parceiro da agência, permitindo que as ideias surjam, se desenvolvam e sejam experimentadas do que como simplesmente um cliente que traz suas verdades prontas e o medo do risco.

Em tese, todos nós sabemos disso, inclusive, os clientes. Na real, entretanto, nem sempre isso é posto em prática. Inúmeras pressões internas por resultados rápidos, executivos de marketing com pouca experiência, executivos de marketing com anos de mercado, mas mais acomodados e com menos disposição para peitar ousadias etc. Mas talvez o ponto que pese mais é a inexperiência em gestão de pessoas e de relacionamento com uma empresa tão peculiar quanto uma agência de comunicação.

Com o dia-a-dia corrido, quando surge algum problema ou dúvida, resta aos executivos do cliente talvez apenas a troca de informações e um certo benchmarking com executivos de outras empresas. Ou passar por muito estresse com tentativa e erro até aprender como lidar com sua agência e tornar esse processo de trabalho o mais produtivo possível em prol da criatividade que gera resultados. Por isso, eu queria dar uma dica de um livro que considero muito bom, dirigido justamente aos executivos de marketing que desejam tirar o melhor proveito (no bom sentido) da relação com sua agência. O nome do livro é "How To Get The Best Creative Work From Your Agency" (Como Obter o Melhor Trabalho Criativo de sua Agência), de Nancy L. Salz.

Dando uma pincelada geral no que você pode encontrar lá, estão: como avaliar o trabalho criativo, como fazer a agência ter vontade de trabalhar para você, como conduzir a aprovação interna do trabalho da agência (especialmente quando você tem que obter aprovação de pessoas que não manjam nada de comunicação) etc. etc. etc. E uma das coisas que acho mais interessante é que há um capítulo inteiro dedicado a apresentar “casos-verdade”, incluindo análises das situações e como podem/devem ser conduzidas. Um verdadeiro manual para ser consultado sempre.  

Se liga: você encontra o livro na Amazon, inclusive em formato digital para ser baixado agorinha.

E, se você não é cliente, a dica também vale. Sem dúvida será um bom presente para ela/ele, não? Até porque quem vai ganhar no final é você.

Nenhum comentário: